/Hábitos de higiene que toda criança deve ter na escola
Higiene

Hábitos de higiene que toda criança deve ter na escola

Hábitos de higiene auxiliam na manutenção da saúde

A fim de assegurar-se a saúde das crianças ao frequentarem as aulas, separamos, a seguir, os principais hábitos de higiene que toda criança deve ter na escola. Como sabemos, a escola é um local de aglomeração de pessoas, e, devido a esse fator, as crianças em idade escolar frequentemente são acometidas por doenças que contraíram nesse ambiente. Algumas dessas patologias podem ser evitadas se as crianças adotarem hábitos de higiene adequados no ambiente escolar. Confira algumas dicas importantes de higiene na escola.

Os Hábitos de higiene que toda criança deve ter na escola

Na escola, devemos ter em mente que estamos em contato com várias pessoas e que algumas delas podem estar doentes, portanto, temos que tomar precaução para evitar contaminações. Além disso, não podemos esquecer-nos dos hábitos básicos de higiene, os quais devem ser adotados tanto em casa quanto em outros locais.

1. Lavar sempre as mãos

higiene
Lavar as mãos está entre os hábitos mais importantes na prevenção de doenças. Isso porque nossas mãos estão em contato constante com superfícies que podem estar contaminadas. Ao tocarmos essas superfícies e entrarmos em contato com mucosas, pelos olhos, nariz e boca, podemos propiciar o desenvolvimento de infecções. Além disso, podemos contaminar nossos alimentos ao comermos com as mãos sujas. Desse modo, é importante adotarmos o hábito de lavá-las com frequência.Nas escolas devemos estar atentos à lavagem das mãos, principalmente, antes de lanchar e após usar o banheiro. Além disso, caso tenha um ferimento, é importante não tocá-lo sem antes higienizar as mãos.

2. Adotar a etiqueta respiratória

Etiqueta respiratória ou etiqueta da tosse são medidas simples que podem ajudar a minimizar a transmissão de doenças. Trata-se de tampar a boca e o nariz com um lenço sempre que tossir ou espirrar ou, caso não esteja com um lenço em mãos, tossir ou espirrar no antebraço.Apesar de muitas pessoas utilizarem a mão para conter o espirro ou a tosse, esse hábito não é recomendado, pois as mãos podem contaminar superfícies, por exemplo, tornando-se grandes veículos de transmissão de doenças. Além disso, é importante que, após utilizar o lenço, este seja descartado adequada e imediatamente.Vale destacar que se a criança apresenta febre ou tenha o diagnóstico confirmado de alguma doença contagiosa, o recomendado é que ela fique em casa. Além de ser fundamental para que ela se recupere, essa atitude ajuda a proteger a comunidade escolar.

3. Alimentar-se em local adequado e limpo

O momento de comer é um muito importante, portanto, alguns cuidados devem ser tomados. O primeiro deles, já citado, é lembrar-se de sempre lavar as mãos. Entretanto, não basta estar com as mãos limpas e alimentar-se em um local inadequado e sujo. Enquanto come, a criança pode tocar em superfícies sujas e acabar contaminando seu alimento, o que pode acarretar o desenvolvimento de doenças.

4. Não compartilhar objetos de uso pessoal

É muito comum entre as crianças o compartilhamento de objetos de uso pessoal, tais como copos, garrafinhas de água ou mesmo um frasco de refrigerante ou suco. Esse hábito, apesar de parecer inofensivo para elas, pode ser responsável por desencadear doenças. A gripe H1N1, por exemplo, pode ser transmitida dessa forma, bem como a amidalite e a herpes.

5. Descartar o lixo em local adequado

Ao descartamos o lixo em local adequado, asseguramos um ambiente saudável para todos que circulam por aquele local. O acúmulo de lixo pode ser responsável por atrair animais vetores de doenças, como mosquitos, baratas e ratos. Além disso, alguns objetos descartados podem ser responsáveis por causar acidentes.Além das dicas citadas, que se referem a hábitos adotados no ambiente escolar, é importante que a criança preocupe-se sempre com sua higiene pessoal antes de ir para a escola. Usar roupas e calçados limpos, tomar banho todos os dias e escovar os dentes são hábitos importantes que devem fazer parte da rotina da criança e que estão diretamente relacionados com uma vida mais saudável.Visto primeiro em: Brasil Escola.