/Tapete sanitizante: São eficientes contra o coronavírus (COVID-19)?
tapete sanitizante

Tapete sanitizante: São eficientes contra o coronavírus (COVID-19)?

A pandemia de COVID-19 incentivou a população a reforçar os hábitos de higiene e limpeza para se proteger contra o coronavírus. Logo, uma das estratégias referenciada no combate à doença é o uso do tapete sanitizante uma vez que, tornou-se um item utilizado por empresas, hospitais e fábricas de diferentes setores, principalmente na indústria de alimentos. Sendo assim, quando surgiu a pandemia, foi-se questionado sobre a eficiência do uso do tapete sanitizante no combate a este vírus.
Portanto, é de extrema importãncia entender o que é e como funciona o tapete sanitizante. 

Tapete sanitizante: O que é e como funciona

Diversas pesquisas já comprovaram que os ambientes externos são grandes fontes de contaminação e sujeira. Observado este eminente risco de contaminação, as empresas começaram a desenvolver soluções para facilitar e aprimorar a estratégia para manter microrganismos longe dos locais de trabalho, especialmente daqueles onde contaminantes podem proporcionar muitos problemas de saúde.

Deste modo, essas empresas desenvolveram o tapete sanitizante. Também chamado de tapete de higienização bem como tapete sanitário para portas, ele é projetado especialmente para desinfetar a parte inferior dos calçados. Esse produto funciona como uma bandeja, com bordas que impedem o vazamento de líquidos. Dessa forma, ele permite que o usuário adicione um desinfetante, líquido que é responsável por realizar a sanitização dos calçados.Além disso, muitos modelos também são resistentes a produtos químicos e, portanto, não mancham.

Entretanto,  sua usuabilidade é eficaz? 

Tapete sanitizante é eficaz?

A efetividade desse produto no combate ao coronavírus é questionável.
Afinal, a principal forma de transmissão da COVID-19 ocorre pelo ar, por causa das gotículas que carregam o vírus e permanecem em suspensão após serem expelidas durante a tosse, fala ou espirro de uma pessoa contaminada.

Além disso, não existem evidências científicas que comprovem a eficácia do uso desse produto, isoladamente, no combate ao coronavírus. Por isso, órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Agência de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (FDA) não recomendam a utilização do tapete sanitizante especificamente no combate à COVID-19.

Ou seja, confiar que somente o uso do tapete sanitizante irá impedir a entrada do coronavírus na sua residência é um erro. Mas, isso não significa que investir nesse produto é inútil. Por isso, o uso do tapete sanitizante deve ser associado a outras estratégias de prevenção contra a disseminação da COVID-19, como o uso de álcool em gel e máscaras de proteção facial. 

Vale ressaltar que investir num tapete sanitizante com qualidade e resistente também é fundamental para que a higienização dos calçados ocorra de forma eficiente e para que o produto dure mais tempo. Além disso, é essencial que o tapete seja utilizado da forma correta, como será explicado a seguir.

Como utilizar o tapete sanitizante corretamente?

Basta misturar esses 2 ingredientes e adicionar a solução ao tapete. Porém, é importante lembrar que alguns tipos de sapatos podem ter seu revestimento estragado em contato com produtos com cloro, como a água sanitária. Se essa for a sua preocupação, já é possível encontrar desinfetantes sem cloro no mercado, que deve ser diluído de acordo com as orientações do fabricante.

Vale ressaltar que essa solução, com água sanitária ou desinfetante, precisa ser trocada periodicamente para que o produto químico continue ativo. Se existe uma grande circulação de pessoas no ambiente, o ideal é realizar a troca a cada 2 ou 3 horas. No entanto, se o tapete for utilizado em residências, a solução pode ser trocada a cada turno do dia ou uma vez por dia, a depender do fluxo de pessoas na casa.

E não se esqueça de que não basta trocar a solução, também é necessário manter o tapete sanitizantes limpos para evitar a proliferação de microrganismos.  A utilizacao de sabao neutro é recomendada para se efetuar a limpeza, embora caso seja desejado uma higienização mais eficiente, utilizar uma lavadora de alta pressão torna-se o mais recomendado.

Conclusão

Sendo assim, o tapete sanitizante é eficiente na redução de microrganismos, poeiras, sujeiras e toxinas no ambiente, desde que seja utilizado da maneira correta. Além disso, ele não deve ser utilizado de forma isolada no combate a COVID-19, uma vez que o vírus é disseminado principalmente pelo ar. No entanto, o tapete sanitizante pode integrar a estratégia de manutenção de limpeza do ambiente, sendo que seu uso deve ser associado a outros produtos, como máscara de proteção individual e álcool em gel, para conter a disseminação do coronavírus.